domingo, 2 de maio de 2010

Pudim de padaria

Depois de uma longa temporada, estou de volta (rsrs). Contra a minha vontade, tive que ficar uns dias sem postar nada para dar conta de resolver algumas coisas. Mas, como hoje foi um dia muito saboroso, não resisti e voltei para apresentar algumas gostosuras.
O almoço de hoje ficou por conta da Líbia, minha amiga mineira - cozinheira de mão cheia, que preparou uma deliciosa feijoada. Para a sobremesa, fizemos juntas o pudim de padaria que encontramos no encarte  especial "Pudins de liquidificador", da revista Guia da Cozinha do mês de maio de 2010. Vou postar a receita na íntegra e depois faço minhas observações.

Medida da xícara: 240 ml



Ingredientes:
3 xícaras (chá) de leite
5 ovos
1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
2 e 1/2 xícaras (chá) de açúcar
100g de coco ralado
100g de queijo parmesão ralado

Calda:
2 xícaras (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de água

Modo de fazer:
Para a calda, em uma panela, dissolva o açúcar na água e leve ao fogo baixo, sem mexer, por 15 minutos ou até obter um caramelo. Despeje em uma forma de buraco no meio de 26 cm de diâmetro, virando a forma para cobrir as laterais. Reserve. Bata no liquidificador o leite, os ovos, a farinha peneirada, o açúcar, o coco e o queijo ralado até ficar homogêneo. Despeje na forma caramelada e leve ao forno médio, preaquecido, em banho-maria, por 50 minutos ou até firmar. Retire do forno, deixe esfriar e leve à geladeira por 4 horas. Desenforme e sirva.

Dica: se preferir um sabor mais suave, coloque apenas 50g de queijo parmesão ralado.



Obs.: como eu gosto muito da calda que a Líbia faz, não seguimos a da receita. Ela fez assim: colocou 1 e 1/2 xícara de açúcar na própria forma que o pudim iria assar e levou ao fogo baixo. Quando o açúcar começou a derreter, ela foi mexendo para que todo ele derretesse por igual (ela disse que o ideal é não mexer). Quando o açúcar já estava caramelizado, desligou o fogo e acabou de derreter os grânulos que ainda restavam mexendo com a colher (pois fizemos com açúcar cristal),  e depois espalhou a calda por toda a forma. Outra modificação que fizemos foi diminuir um pouquinho as medidas de farinha de trigo e de açúcar; mas o que realmente precisa ser diminuído é o queijo parmesão, conforme a dica da própria receita. Como não seguimos a dica, reafirmo aqui que ela é importante, pois o gosto de 100g de queijo fica bem forte. O tempo de forno também foi alterado, pois o pudim só ficou pronto após 1h30 de cozimento, mas isto depende de cada forno.

Ah, agora vou apresentar a deliciosa feijoada preparada pela Líbia. Ela começou a prepará-la na 6ª feira para comermos no domingo. Ficou muito, muito, muito saborosa. Abaixo estão as fotos dos pratos e caso haja pedidos da receita, ela poderá nos ceder. Então saboreiem com os olhos.

Para começar, um molho picante feito com o caldo da feijoada, pimenta e mais uns segredinhos.



Os legumes cozidos no caldo da feijoada ficaram surpreendentes. Nunca tinha visto este acompanhamento para feijoada, mas confesso que é muito saboroso e vale a pena incluí-lo no cardápio.



A couve a mineira não poderia faltar: ela é apenas passada no óleo quente com um pouquinho de sal, sem deixar cozinhar.



E agora, a tão esperada feijoada. Só de olhar dá vontade de comer de novo, hummmm.



 E aqui, a composição do prato completo. Irresistível, não?!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails